Games, animes, downloads e tudo sobre visual novels.

Novidades

Prologo Hakuouki Tradução - Parte dois


Parte dois  [Primeira parte]

Eu consegui ouvir o Ronin implorar por sua vida, enquanto ele tropeçava indo para trás. A pessoa com a capa azul, não disse nada, só andou à frente, com a espada em punho.

[Som de corte, apunhalada]
Saburo: Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhh!
???: AAAHAHAHAHAHAHAHA!

Uma escandalosa e estridente risada, interrompeu o grito do homem.

A lamina caiu pelo ar, mas como o cutelo de açougueiro do que uma espada: Sem técnica, sem habilidade. Só morte. De repente o grito se tornou úmido, fraco e desapareceu como o ar deixando os pulmões.

Meus olhos se abriram. Eu tinha acabado de assistir um assassinato.

[Leve tremor na tela- algo como sobe e desce duas vezes]

Qualquer força que a adrenalina tinha me dado, de repente se foi. Minhas pernas desistiram, e eu me joguei no chão.

Meus olhos ficavam tão abertos que eu pensei que eles poderiam nunca mais fechar.

[Duas batidas]

O ronin morreu no primeiro golpe, mas eu via as laminas continuarem caindo, marcando linhas profundas no cadáver.

O deslizar macio da lamina através da carne; o estalo quando isso acertava o osso; o rastejar silencioso do sangue passando no chão.

Eu não sinto nada deles, a não ser loucura.

Seu único desejo era brutal, uma violência animal. Qualquer coisas que eles eram, isso não era humano.

Eles estavam... quebrados.

[Mais duas batidas]
Chizuru: [ Engole seco]

Eu pude sentir minha garganta fechando, eu não conseguia respirar.

Um cheiro quente passou pelo meu rosto... Demorou um pouco para mim reconhecer o aquele cheiro acobreado de sangue. Um arrepio gelado percorreu minha espinha, abrindo caminho no meu corpo e me congelando no lugar.

Eu estava aterrorizada.

O que eu vou fazer...? O que eu poderia fazer?

Chizuru: ... Você tem que correr, Chizuru.

Eu forcei minha boca a abrir e puxei um ar rarefeito.

Isto era a única chance que eu tenho. Eu tenho que --

[Barulho de coisas caindo]

Chizuru: Aa!

Mas meu corpo, ainda estava dormente com medo, ele não estava nem respondendo.

Eu esbarrei para os lados, nas madeira que estavam juntas apoiadas na construção. Com um grosseiro ruído isso caiu.



As criaturas se viraram, suas capas azuis molhadas de sangue. Um sorriso medonho se mostrava em suas faces humanas, e eles se agitaram com uma animação animal o encontro de uma nova presa para cortar.

Chizuru: A- Ah!

Eu tinha que correr.

Eu não poderia morrer ainda.

...Mas minhas pernas não querem se mexer.

A medonha risada começava de novo. Eu estava prestes a morrer.

Meu corpo estava congelado com terror. Eu não poderia nem mesmo gritar. Isto era assim. Isto era o fim.

[Som de espada/corte]
Chizuru: Co- como...?

Eu vi eles levantarem suas espadas cheias de sangue, a luz da lua brilhava no metal.

Então aconteceu um flash de luz, e o macio espirro de sangue. Eu poderia sentir, quente e pegajoso.

Um fel [bile, substancia gerada pelo fígado para auxiliar na digestão] começou a subir na minha garganta, mas antes que isso tomasse conta, eu ouvi uma voz...


???: Realmente....?

As palavras sugeriam decepção, mas a voz soava ... feliz.

???: E eu aqui estava planejando tomar conta de todos eles sozinho. Você não poderia ter escolhido outro dia para trabalhar tão rápido, Saito?

Enquanto ele falava, o homem estranho sorria, quase como se ele estivesse se divertindo.

Saito: Eu somente fiz meu trabalho. Ao contrario de você eu não tenho prazer na batalha.
???: Bem, isto não é uma coisa muito legal para dizer.

Ele riu.

Saito: ... Você nem mesmo se importa em negar.

O homem chamado Saito suspirou com um ar de pouca paciência com o companheiro, e olhou para mim.

???: Talvez, mas se você só tivesse esperado e deixado eles matarem ela, você nos teria livrado de algum problema.

Seu tom era leve, mas suas palavras confirmavam meus medos. Eu tinha deixado a frigideira, mas agora eu cai no fogo.

Saito: Talvez, a decisão não cabe a nós.
Chizuru: Huh?

Então ... Havia alguém acima desses dois?

Sua conversa parecia sugerir que eles faziam parte de uma organização de algum tipo. Enquanto eu ouvia isso, eu lembrei de ouvir historias de um grupo de homens de capas azuis...

Chizuru: Ah--!

Meus pensamentos foram interrompidos por uma forma escura entrando na visão.



Chizuru: Oh...

Eu engoli a seco.

O luz da lua brilhava em seu macio, cabelo negro. Por razoes que eu não sabia, no momento a luz nos seus cabelos me fizeram pensar em pétalas de flores flutuando... Quase como se as cerejeiras estivem florescendo fora de época.

???: Sorte não é seu amigo esta noite.

Sua voz era fria e quieta, como uma lamina de gelo.

A luz azulada da lua brilhava vinha de seu rosto magro e brilhava na lamina que ele apontava no meu peito.

Mas não foi a espada que fez minha respiração parar na garganta.

Foram seus olhos

Eles era duros e ferozes, mas lá no fundo, atras desse olhar,  eu senti alguma.... coisa mais. Sem dúvida ele estava pronta para me matar, a ainda algo o perturbava.

Não gentileza, mas talvez... Misericórdia?

???: Corra, e eu irie matar você. Entendeu?

Eu assenti com a cabeça. Não havia duvida, ele quis dizer cada palavra que ele disse. Ele me olhou nos olhos por um momento, então fez uma careta, e com um suspiro abaixou sua espada.

Chizuru: Co- Como...?

Eu estava tão surpresa que parei de falar, e rapidamente ficou aparente que eu não era a única.

???: O que? Espera, Hijikata, você tem certeza? Esta criança viu... Bem tudo.Isso pode não ser bom.

Como ele falou para o homem que ele chamou de Hijikata, seu olhar se apertou. O homem chamado hijikata franziu a testa para ele.

Hijikata: Cale a boca
Se você continuar com isso, você sabe muito bem o que nos teremos que fazer.

.... Eu não estava certa do que eles queriam dizer, mas estava claro que eu tinha visto algo que eles queriam manter escondido.

Ainda, quando mais eles falavam mais eu entedia, embora que nenhum dos lados queria este tipo de coisa.

???: Eu realmente acho que isso ira voltar e nos morder no traseiro se nos deixarmos essa criança ir.

O jeito que eles olhavam para mim, me fez sentir como se eles lessem minha mente.

... ... Talvez seria melhor se eu não pensasse muito sobre as coisas que eu não deveria pensar.

Hijikata: Então nos deviríamos só matar as pessoas para que elas não nos incomodem mais tarde? Não eu vou decidir o que fazer com essa criança quando nos voltarmos.

Saito: Eu concordo com o comandante. Se nos permanecemos aqui, provavelmente seremos vistos, novamente.

O homem que eles chamavam e Saito falou com uma confiança silenciosa. Ele olhou em volta, possivelmente procurando por outra testemunha.Então ele olhou para a criatura que ele matou, quase como se ele tivesse esquecido toda a circunstancia.

Saito: Se eles tem esstipo de reação ao sangue, eles não parecem que vão ser muito práticos.
Hijikata: ... Droga. Eu não pensei que eles ficaram tão mal.

Ele olhou para o cadáver, seu rosto era uma mascara sem emoção. Quando ele olhou para seus companheiros novamente, entretanto seus olhos se apertaram.

Hijikata: E vocês dois... Parem com o "Hijikata" e "Comandante". Nos supostamente estamos mantendo um perfil baixo.

???: Eeee? Ora, você não pode estar falando serio... Você não acha que nossas capas azuis já não disseram tudo?

Ele estava certo... Mesmo eu tinha ouvido historias sobre uma gangue de homens cruéis em capas azuis que cortavam pessoas na rua.

Mas--

Chizuru: Não... Não. Não pense. ignore eles.

Eu fiz o meu melhor para segurar a mim mesma, mas isso sai mais como um pedido do que uma ordem. Minha mente se enchia com pensamentos e preocupação. Eu estava sendo puxada para seu mundo...

...Um mundo aonde não é nada estranho continuar uma conversa na calada da noite, com cadáver de companhias

Saito: O que nos deveríamos fazer com os corpos, então? Eles não parecem ter, nenhum sinal físico, entretanto...

Hijikata pensou um pouco antes de falar.

Só tire o azul. Yamazaki pode lidar com o resto.

Saito: Entendido.
???: Outro homem cortado nas ruas, huh? Nos estamos fazendo um ótimo trabalho, não é?

Ele deu uma risada irônica.

Hijikata: Enquanto nos mantermos nossa boca fechada, eu não acho que ninguém vai nos ligar a isso,

Ele olhou diretamente para mim, enquanto falava, e eu peguei o distinto sentimento que suas palavras não eram para os seus companheiros.

Isso era comum, pessoas serem assassinadas em Kyoto, era uma cidade perigosa afinal. Eu sabia disso, é claro...

Mas ver isso acontecer? Isso era algo mais com certeza.

Se a morte era tal coisa fácil em Kyoto, eu pensei, então que a própria cidade deve certamente ser louca.


???: Ah, sim... Nos salvamos você , não foi? Você não vai agradecer?
Chizuru: Huh...?

Eu não percebi imediatamente que ele estava falando comigo. Quando eu percebi, meus olhos se abriram.

Chizuru: O que você quer dizer, você me salvou...?

... Bem, ele tem um ponto. Apesar de suas ameaças, eles tinham salvado minha vida.

Eu levantei tão reta como eu poderia, limpei alguma sujeira de minhas roupas, e abaixei minha cabeça.

Chizuru: Hum... Muito obrigado.
Eu me desculpo por não agradecer mais cedo. Eu estava... Havia tanto acontecendo. Eu estava um pouco confusa.

Eu olhei para eles, tentei.

O homem chamado Saito estava mostrando alguma confusão, seus olhos estavam esbugalhados, e ele tinha uma expressão que eu não poderia descrever.

Hijikata parecei que tinha comido alguma coisa azeda.

...
...

Chizuru: Eu- Eu sei que isso parece estranho ... dizer.... isso....
Mas ele me dizze que eu deveria agradecer, então eu--

Eu olhei para cima. Saito e Hijikata, ambos estavam olhando para qualquer coisa menos eu. e o terceiro homem estavam tremendo com a risada.

Chizuru:...
???: Ha! Cara... Bem, minhas desculpas, Eu certamente disse a você para fazer, não foi?

Ele caiu em risos de novo, tanto que ele foi forçado a secar poucas lagrimas de seus olhos enquanto se colocava reto.

Okita: Bem, Eu sou Souji Okita. E bom encontra um muleque que sabe como ser educado.
Chizuru: ...
Obrigado pela a ajuda....

Não estando certa do que mais fazer, eu me prostrei de novo.

Hijikata: Que diabos você pensa que esta fazendo Okita?
Saito: Comandante, eu entendo suas preocupações, mas nos devemos nos movermos.

Qualquer alegria que eu poderia ter inspirado tinha ido, o homem chamado Saito falou com uma silenciosa urgência; e Hijikata concordou.

O homem quem chamou ele mesmo de Okita, segurou meu pulso e começou a me guiar pelas ruas.

[Fora do beco]
Seu aperto era um toque leve e amigável; seus dedos eram como cabos de aço em volta do meu braço. Não havia duvida sobre a minha situação.

Se eu corresse, eu poderia morrer. Ainda, pelo menos rápido.

Mesmo se eu fizesse como eu fui dita, minha vida ainda estavam nas mãos desses estranhos homens. Eu ajeitei minha boca e levantei o mais estável que eu poderia. Meus olhos encontraram os de Saito enquanto ele olhava para cima da capa cheia de sangue.

Saito: Poderia ser melhor se você se preparasse para o pior. Eu duvido que isto irá terminar bem para você.

Suas palavras eram como facas no meu estomago.

O que ia acontecer comigo? Eu ia...ia morrer?

Como nos andávamos através da fria noite em Kyoto, eu senti o horror começar a subir na minha espinha de novo. O motivo desse terror, não era o terrível fim que quase certamente esperava por mim, mas alguma coisa a mais.

Eu falei com esses homens, e assisti eles conversando uns com os outros, nem um pé longe de um cadáver ainda fresco cercado em sangue. Eu ter feito esses tipos de coisas me aterrorizaram todas juntas de um jeito diferente.

Talvez, eu pensei, que isso seria como ficar louca.

Notas: Fim do Prólogo de Hakuouki, eu fiz a primeira parte a muito tempo mesmo, então so estou terminando. Não sei se pretendo traduzir esse jogo. Mas se alguém quiser mandar as traduções eu posto aqui .
- Eu tive que adaptar muita coisa, mas garanto que não mudei o sentindo de nada.

Share:

0 Comentários:

Postar um comentário

Seu comentário me deixa muito feliz, mas se não der para comentar tudo bem! obrigada pela visita!

(。♥‿♥。) (*≧m≦*) ヾ(^∇^) m(_ _)m (◎_◎;) (T_T) (*_*) (~~~)\(^o^)/
(^_−)☆ (*・∀・)/\(・∀・*) (>д<)\(*T▽T*)/ (^_^) ❤

Sitam-se livres pra comentar e dividam seus link aqui, adorarei visitar

A rota de V já esta disponível em MM -- Anime de Code Realize sai na Primavera

Tradução - Status

Magical Otoge Anholly
Amnesia:memories

Siga aqui também

Translate

Followers

Radio J-hero

Rádio J-Hero

Visite também

Jogos Nacionais

Divulgação

Otome games

Nosso Canal